Fundação AIS recorda o centenário da Madre Teresa de Calcutá

A Fundação Ajuda à Igreja que Sofre (AIS), que apóia milhares de comunidades de religiosas de vida ativa e contemplativa em todo o mundo, associa-se à comemoração do 100.º aniversário do nascimento de Madre Teresa da Calcutá, colocando à disposição de todos os seus benfeitores o livro «Amor sem limites». Esta é uma obra em destaque no Catálogo de Verão da AIS: os ingressos obtidos com a venda destes produtos serão revertidos em favor de vários projetos impulsionados por religiosas em diversas nações.

Segundo a informação divulgada pela agência Ecclesia, do episcopado português,  «Amor sem limites» é de autoria de um fotógrafo japonês ateu, a obra reúne as fotografias através das quais Morihir Oki testemunhou o trabalho da religiosa vencedora do prêmio Nobel da Paz junto da população indiana mais carente, desde os doentes às crianças incluindo os moribundos e doentes mentais.

«Entre as figuras de religiosas que se distinguiram na Igreja e no mundo está Agnes Gonxha Bojaxhiu, a futura Madre Teresa de Calcutá (1910-1997), beatificada por João Paulo II em 2003.
Uma mulher pequenina e aparentemente frágil, que tinha abandonado o mundo e uma vida confortável, que tinha iniciado a sua obra sem um centavo, que tinha levado uma vida de extrema pobreza», destaca a nota de Ecclesia.

Durante o mês de Agosto, todas as comunidades das Missionárias da Caridade em Portugal (Lisboa, Setúbal e Algarve) vão dedicar um momento especial na hora de adoração eucarística diária, para apresentar as intenções de oração de todos aqueles benfeitores da Fundação AIS que colaborarem nesta campanha de ajuda às irmãs, e também por todos aqueles que quiserem enviar o seu pedido de oração.

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!