Bento XVI na Praça de Espanha: "Maria nos ajuda a ver além do manto de neblina que envolve a realidade"

 

Cidade do Vaticano 

Como tradicionalmente acontece em todo dia 8 de dezembro, o Papa foi até a Praça de Espanha, no centro de Roma, para venerar a Virgem Maria na Solenidade da Imaculada Conceição.

Depois de uma breve oração e da leitura de um trecho do Apocalipse de São João e ainda antes de ofertar flores à Virgem, o Papa Bento XVI dirigiu-se aos fiéis ali presentes e quis explicar toda a simbologia do monumento e da imagem que fica no centro da praça.

2011-12-08T163146Z_1549336133_GM1E7C901OY01_RTRMADP_3_POPE.JPG
Santo Padre afirmou que a única insídia que a Igreja deve temer é o pecado dos seus membros

"No alto da coluna, a imagem representa ao mesmo tempo Nossa Senhora e a Igreja. A mulher do Apocalipse é a própria Maria, vestida de sol, ou seja, de Deus. Ela tem sob seus pés a lua, símbolo da morte e da mortalidade. Maria é um hino à vida: é a criatura na qual já se realizou a Palavra de Cristo", mostrou o Papa.

E a explicação do pontífice continuou mostrando que sobre a cabeça da imagem há uma coroa de doze estrelas, que representam as doze tribos de Israel ali colocada para significar que a Virgem Maria está no centro do Povo de Deus, no centro de toda a comunhão dos santos.

Maria representa a Igreja, continuou o Papa, e carrega no ventre Jesus, que Ela deve levar a todos os homens. E, justamente por isso, a Igreja encontra oposição de um feroz adversário, que é representado na visão apocalíptica por um enorme dragão vermelho.

Bento XVI aplicou este simbolismo para a Igreja: no decorrer dos tempos e em todas as partes do mundo, a Igreja sofre perseguições, mas sai vitoriosa. E por isso que a comunidade cristã é, para todos, a garantia do amor de Deus contra todas as ideologias do ódio e do egoísmo.

O Santo Padre afirmou que a única insídia que a Igreja deve temer é o pecado dos seus membros: "Enquanto Maria é Imaculada, a Igreja é santa, mas ao mesmo tempo marcada pelos nossos pecados. Por isso, o Povo de Deus se dirige à sua Mãe celeste e pede a Ela que acompanhe nosso caminho de fé. É disso que precisamos, sobretudo neste momento tão difícil para a Itália, para a Europa e para várias partes do mundo".

E o Papa encerou suas palavras com uma súplica. "Que Maria nos ajude a ver que existe luz para além desse manto de neblina que parece envolver a realidade. Maria, rogai por nós." (JSG)

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!