Bento XVI: "Que Jesus seja verdadeiramente o coração do Brasil"

Cidade do Vaticano, 15 abr (RV) – O Papa Bento XVI recebeu esta manhã, no Vaticano, os 15 bispos do Regional Norte 2 (Pará e Amapá), em visita ad Limina.

Em seu discurso, o Papa fala da alegria de saber que as dioceses disseminadas na imensidão da região amazônica estão em Cristo e com Cristo, com as suas paróquias e outras realidades que as compõe, como os movimentos e novas comunidades e as comunidades eclesiais de base em comunhão com o seu bispo.

O teor das palavras de Bento XVI giram em torno da Eucaristia, coração da vida cristã, declarando-se preocupado "por tudo o que possa ofuscar o ponto mais original da fé católica: hoje Jesus Cristo continua vivo e realmente presente na hóstia e no cálice consagrados".

Para o Papa, uma menor atenção prestada ao culto do Santíssimo Sacramento é indício e causa de escurecimento do sentido cristão do mistério, como acontece quando na Santa Missa já não aparece como proeminente e operante Jesus, mas uma comunidade atarefada com muitas coisas em vez de estar recolhida e deixar-se atrair para o Único necessário: o seu Senhor.

Ao participar da celebração litúrgica, afirma o Santo Padre, a atitude primária e essencial do fiel cristão não é fazer, mas escutar, abrir-se, receber – o que não significa passividade ou desinteresse, mas cooperação.

O pontífice então adverte para os riscos do sincretismo, em que, em nome da inculturação, são introduzidos ritos tomados de outras religiões ou particularismos culturais na celebração da Santa Missa.

Essa atitude pode ser motivada por uma mentalidade incapaz de aceitar a possibilidade duma real intervenção divina neste mundo em socorro do homem. "Mas o culto não pode nascer da nossa fantasia; seria um grito na escuridão ou uma simples auto-afirmação" – diz o Papa, que cita João Paulo II quando afirmava que o mistério eucarístico é um "dom demasiado grande para suportar ambigüidades e reduções".

Portanto, a verdadeira liturgia supõe que Deus responda e nos mostre como podemos adorá-Lo, pois a Igreja vive desta presença e tem como razão de ser e existir ampliar esta presença ao mundo inteiro.

Por fim, Bento XVI recorda o XVI Congresso Eucarístico Nacional, que será realizado daqui a um mês em Brasília, "que deste modo verá o jubileu áureo da sua fundação enriquecido com o 'ouro' da eternidade presente no tempo: Jesus Eucaristia".

"Que Ele seja verdadeiramente o coração do Brasil, donde venha a força para todos homens e mulheres brasileiros se reconhecerem e ajudarem como irmãos, como membros do Cristo total." (BF)

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!