Dom Vilsom aponta caminhos para o jovem ficar enraizado em Cristo

 

JMJ-CatequeseDVilsomMADRI - “Arraigados em Cristo”. Este foi o tema da catequese desta quinta-feira, 18, na Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que acontece em Madri desde terça-feira, 16. Na paróquia Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento, a catequese foi dada pelo bispo de Caxias do Maranhão (MA) e membro da Comissão Episcopal para a Juventude da CNBB, dom Vilsom Basso.

A catequese foi coordenada pelo Grupo Ministério Eucarístico de São Paulo e Taubaté. O grupo foi um dos escolhidos pela Comissão Episcopal para a Juventude da CNBB dentre os mais de 500 que se ofereceram para fazer algum trabalho na Jornada.

Dom Vilsom exortou os 350 jovens do Brasil, Portugal, Angola Guiné Bissal, Cabo Verde, que participaram do encontro, a viverem apaixonados por Cristo. Ele apontou a oração, a leitura da bíblia, a vida de comunidade e o serviço aos pobres como caminho para que o jovem fique arraigado a Cristo.

JMJ-CatequeseDVilsom1“Estarei arraigado a Cristo pela oração de cada dia, pela leitura e meditação da palavra de Deus, pela participação na comunidade e fazendo o bem aos pobres”, disse dom Vilsom, seguido pelos jovens.

O bispo incentivou os jovens a terem a coragem de se encontrar com Cristo e lembrou que a vida só tem sentido em Jesus. “Ser cristão é estar enxertado em Cristo, como os ramos na videira. Não se sintam super-homem ou mulher maravilha. Sem Cristo a vida não tem jeito, não tem rumo”, sublinhou.

Para dom Vilsom, as Jornadas Mundiais da Juventude são ocasião de Deus revelar a vocação dos jovens. “Jovem, apaixone-se por Cristo e não tenha medo de dizer sim a Ele”, estimulou o bispo, lembrando as várias vocações para as quais Deus chama cada pessoa.

A palestra foi encerrada por um testemunho pessoal de dom Vilsom que, antes de bispo, era missionário nas Filipinas.

“Nas Filipinas entendi, pela primeira vez, em profundidade, as palavras de Jesus: ‘Quem deixar casa, pai, mãe, por causa de mim e do evangelho, terá cem vezes mais e a vida eterna’. Aprendi a confiar totalmente em Deus e a deixar Deus ser Deus”, testemunhou. “Sou apaixonado pelas Filipinas e estaria lá até hoje se não tivesse sido chamado para ser bispo no Brasil”, acrescentou.

Após a palestra, o bispo respondeu a inúmeras perguntas feitas por escrito pelos participantes. Perguntado sobre a maior virtude do papa Bento XVI, dom Vilsom destacou “sua coragem de dizer a verdade e afirmar que mundo precisa de Deus”.

JMJ-Testemunho-MassuenaTestemunho
Antes da catequese, a jovem Massuena Daniel, 28, angolana residente em Portugal, deu seu testemunho de vivência da fé. Assistente social, Massuena participa do Coro africano da Igreja Santo Antonio do Cavaleiro, em Lisboa.
“Quando decidi ser de Jesus, depois de várias vicissitudes ao longo da vida, constatei  o quão importante eu era para Deus porque fui feita à semelhança dele”, disse Massuena. Segundo recordou, tudo começou quando se perguntou: “quero ser de Jesus ou fã de Jesus?”. “Sou apaixonada por Jesus”, respondeu.

Sinos e violão
Eram 12:10h (horário local) quando os sinos da igreja tocaram anunciando a chegada de Bento XVI ao aeroporto de Madri. Animados os jovens gritaram o nome do papa, aplaudiram e rezaram pelo sucesso de sua visita a Madri.

Dom Vilsom terminou a catequese do jeito que a juventude gosta: tocando violão e cantando. Em seguida, ele presidiu a missa que encerrou as atividades na paróquia Nossa Senhora do Santíssimo Sacramento.JMJ-CatequeseMissa

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!