Feira das Vocações na JMJ

JMJ-FeiraVocacionalMoisesMADRI - Nem todos os jovens que participam da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em Madri, atuam em movimentos, pastorais, congregações e novas comunidades. A Feira Vocacional, com 70 estandes no amplo Parque do Retiro, oferece a esses jovens a oportunidade de conhecer as várias formas de servir a Deus.

São ordens religiosas como os jesuítas e os cistercienses; movimentos como o Cursilho de Cristandade e o Regnum Christi; comunidades novas como Emmanuel e pastorais como a Pastoral Universitária de Madri. Duas expressões genuinamente brasileiras estão lá: o Instituto Hesed e a Comunidade Shalom. “É muito interessante ver essa busca de Deus que o jovem faz aqui”, disse a Irmã Maria Imaculada, do Instituto Hesed.

No estande dos Lectionautas, iniciativa presente em vários países da América Latina,  inclusive no Brasil, e apoiada pelo Conselho Episcopal Latino Americano (Celam), jovens de vários países fazem exercícios de Lectio Divina. No estande do Life Teen, trabalho surgido nos Estados Unidos e presente em alguns países europeus e de língua inglesa, os representantes explicam seu objetivo: ajudar paróquias a formar grupos de jovens.

As opções são muitas. O jovem cearense Felipe Gonzalez foi ao Parque para conhecer a Feira. “Deus vem chamando a gente desde que viemos do Brasil para cá. Soubemos da Feira Vocacional e Deus nos chamou aqui. Há muitos carismas e só conhecendo-os bem para saber qual é realmente a nossa vocação”, disse.

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!