Guarda Suíça Pontifícia (GSP) celebra neste sábado 505 anos de fundação

Cidade do Vaticano.

A Guarda Suíça Pontifícia (GSP) festejará neste sábado o 505º aniversario de sua criação. O mais antigo - e o menor - corpo militar do mundo foi fundado pelo Papa Julio II, após a chegada, em 22 de janeiro de 1506, de 150 homens vindos a pé de Lucerna para proteger o pontífice. A Guarda fará uma marcha pela Praça de São Pedro.

Às 19h30, pelo Arco das Campanhas, através da Praça de São Pedro, um destacamento das guardas suíças chegará ao Pátio de Honra no Vaticano. O destacamento será composto pela bandeira, pela banda e pela alabarda em uniforme. No Pátio acontecerá um ato militar, acompanhado de discurso do comandante.

A celebração do aniversário da GSP será marcada ainda por uma missa, presidida por Dom Filloni, substituto para os Assuntos Gerais da Secretaria de Estado, na igreja Santa Maria em Campo Santo, no Vaticano. O templo foi a primeira igreja das celebrações dos guardas e é onde estão sepultados os guardas caídos no Saque de Roma, em 1527, em defesa do Papa Clemente VII.

GSP

Para poder fazer parte do exclusivo corpo de guarda, é necessário ser de nacionalidade suíça, do sexo masculino, seguir a religião católica, ter um diploma, ter 1,74 ou mais de altura e um comprovado equilíbrio psicológico e comportamental. Entre os deveres dos guardas suíços estão: a custódia física do papa, a vigilância do Palácio Apostólico e dos ingressos externos à Cidade do Vaticano, e os serviços de segurança e de honra nas cerimônias públicas do pontífice.

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!