Mais antiga monja de clausura do mundo sairá pela primeira vez do convento para participar da JMJ

 

Madri  A freira espanhola, Teresita, 103 anos, a mais antiga monja de clausura do mundo, sairá pela primeira vez do convento onde vive há mais de 84 anos. E por um motivo, muito especial: a religiosa assistirá ao Papa durante o encontro com os jovens na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) Madri 2011, que se realizará entre 16 e 21 de agosto.

00017622-constrain-450x450.jpeg
Irmã Teresita ingressou no convento em que ainda hoje vive exatamente no dia em que Bento XVI nasceu/ Foto: Aica

Pertencente à Ordem de Cister, Irmã Teresita ingressou no convento de Buenafuente de Sistal, em Guadalajara, Espanha, exatamente no dia em que Bento XVI nasceu. O que torna sua saída temporária do convento ainda mais especial. Durante mais de 20 anos, a religiosa foi madre superiora da instituição, e mesmo depois de aposentada continuou vivendo no monastério sem contato com o mundo exterior.

Recordando os tempos em que ingressou no monastério ao jornal espanhol El Mundo, Irmã Teresita afirma que teve medo, mas foi ajudada por Deus. "Eu não sabia nada de monjas, mas Ele e Santa Teresinha me ajudaram e entre eles se acertaram para que não me acovardasse", declarou. Desde então, a vida da religiosa é dedicada à oração e ao trabalho no convento.

Segundo o jornal, a freira aparenta uma imagem de felicidade. Segundo ela não se pode viver aborrecida em um convento. "Termina mal. Ou se é feliz ou nada". Para a religiosa, o segredo de sua alegria consiste em fazer aquilo para o que foi talhada. "Cada um é feliz em sua profissão. A felicidade cada um sente seguindo sua vocação. Isso só sabe quem o vive", disse.

Conforme o periódico espanhol, mesmo com 103 anos, a monja não se acomoda e segue acreditando que tem muitas coisas ainda por fazer. "Se Deus segue me mantendo aqui é por algum motivo", declarou a religiosa, que destacou a oração como o maior dom que recebeu nestes mais de 100 anos de vida. "Sem ela ninguém pode se sustentar", afirmou.

Sobre o seu modo de viver, irmã Teresita foi bem clara. "Sei que muitos não entenderão minha maneira de viver, mas eu não entendo outra", declarou.

Com informações da Aica e do Jornal El País.

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!