Papa condena atentado e manifesta pesar pelas mortes em aeroporto de Moscou

Cidade do Vaticano.

Logo após tomar conhecimento do atentado terrorista no aeroporto Domodedovo, principal aeroporto de Moscou, que acabou vitimando 35 pessoas e deixou dezenas de feridos, o Papa Bento XVI enviou um telegrama de condolências ao presidente russo, Dimitri Medvedev.

Na carta, assinada pelo secretário de Estado Tarcisio Bertone em nome do Sumo Pontífice, o cardeal diz que o Papa, tão logo tomou conhecimento do ocorrido, manifestou "profunda dor" e "dura reprovação" pelo "grave ato de violência".

"O Sumo Pontífice assegura fervorosas orações de sufrágio pelas vidas abatidas e, enquanto invoca ao Senhor o conforto celeste a todos que choram a trágica partida, envia a seu abençoada saudação, inseparada de um particular pensamento a todos que ficaram feridos", continua a nota, que se encerra com uma manifestação particular do cardeal Bertone: "Uno-me também eu à dor desta federação russa e concedo cordiais deferências".

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!