Conversando sobre Depressão

Para o senso comum, sentimentos comoa tristeza ou estados  de luto têm sido confundidos com depressão. Estes sãosentimentos  naturais e saudáveis que acompanham o ser humano nos momentos de frutração e de perdas. Todas as pessoas passam por altos e baixos no humor.

A Tristeza é uma reação normal às lutas, revezes e desapontamentos  que a vida traz. As pessoas usam a palavra depressão para esse tipo de sentimentos, mas a depresssão é muito mais que tristeza. É umacondição que precisa de acompanhamento profissional qualificado.

Quando o indivíduo apresenta somente um sentimentode tristeza, isto não atinge a sua autoestima. Esse sentimento passa emalguns dias e a pessoa retoma as suas atividades normalmente.

A depressão clínica é um transtorno de humor em que o sentimento de tristeza e isolamento social interfere na qualidade de vida da pessoa na família e no trabalho. Os sintomas mais comuns que envolvem a depressão são: sentimentos de desesperança e impotência, dificuldade de concentração, dificuldade para dormir ou sono excessivo, cansaço e falta de energia, a perda do interesse em atividades que antes eram prazerosas e perda do sentido de vida que pode ser acompanhado por pensamentos recorrentes de morte ou suicídio.

A depressão é uma doença silenciosa e incapacitante. Neste sentido, é muito importante   o papel  da família para detectar sinais de depressão: incentivar a procura de ajuda de psiquiatra ou psicólogo para fazer uma avaliação. Uma vez diagnosticada a depressão, deve-se iniciar o tratamento.

Em grande parte dos casos, as pessoas apresentam  uma boa resposta apenas com o tratamento psicoterapêutco. Em casos mais graves é indispensável o tratamento psiquiátrico, com a finalidade de reverter a crise com  auxílio de medicação. A duração e evolução do tratamento variam de acordo com o tipo de depressão diagnosticada  e a disponibilidade  e a adesão do paciente  e dos familiares ao tratamento.

Por vezes, a depessão é observada por terceiros, antes mesmo da pessoa se dar conta dela, outras vezes, a pessoa percebe, mas tenta camuflar os sentimentos e pensamentos depressivos dos demais. Qualquer  uma das situações pode atrasar o início  e atrapalhar a evolução do tratamento.

A boa recuperação exige mudanças no estilode vida, que incluem dieta equilibrada, exercícios  fisícos, e atividades recreativas e sociais.  O trabalho psicoterapêutico visa o autoconhecimento e o restabelecimento do equilíbrio promovendo um desenvolvimento transformador.

In revista fev/2017 "O Mílite Milicia da Imaculada"

EDUARDO AUGUSTO GALINDO DE LIMA

CRP:06/82462

Psicólogo e membro do Instituto Acolher (ITA)

www.institutoacolher.org.br

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!