Deus vive na cidade é tema de Seminário de Comunicação

Durante quatro dias, bispos, padres, missionários consagrados e leigos comunicadores estiveram reunidos no Centro de Estudos do Sumaré, no Rio de Janeiro, participando do III Seminário de Comunicação Social promovido pela Arquidiocese do Rio de Janeiro. Com o tema: “Deus vive na cidade: a Igreja em saída para comunica-lo” o encontro contou com as presenças e palestras do prefeito da Secretaria de Comunicação da Santa Sé, Mons. Dario Viganò e do decano da Faculdade de Comunicação Institucional da Universidade Santa Croce de Roma e professor de Fundamento da Comunicação Institucional e Doutrina da Igreja sobre Comunicação, Padre José Maria La Porte.

Na abertura do seminário o Arcebispo do Rio, Cardeal Orani João Tempesta ressaltou a atenção do Papa Francisco para a evangelização nas grandes metrópoles. “A experiência do Papa Francisco na Arquidiocese de Buenos Aires o fez compreender a realidade dos ambientes urbanos e das metrópoles e, provavelmente, lhe serviu de inspiração para reconhecer a urgência de evangelizar a cidade”.

Ainda na abertura o vigário episcopal para a Comunicação Social e Cultura da Arquidiocese do Rio, Cônego Marcos William Bernardo fez uma análise sobre o tema escolhido para o encontro. “Deus está entre nós, mas precisa ser evidenciado e lembrado. Cada indivíduo que está na metrópole precisa ter uma experiência pessoal desta presença de Deus na cidade”.

Para finalizar as atividades da primeiro dia, Gustavo Huguenin falou sobre sua experiência no “Mass Midia” nas duas últimas edições da Jornada Mundial da Juventude e o designer gráfico Gustavo Gigio apresentou a logomarca do encontro que será adotada para as próximas edições criando uma identidade visual oficial deste seminário de comunicação.

 

Monsenhor Dario Viganò

O prefeito da Secretaria para a Comunicação da Santa e diretor do Centro Televisivo do Vaticano (CTV) e professor de Teologia da Comunicação na Universidade Lateranense de Roma, Monsenhor Dario Edoardo Veganò ministrou duas palestras sendo a primeira abordando a teologia e a comunicação. Segundo ele o Decreto Inter Mirifica – criado a partir do Concilio Vaticano II – não é uma pedra angular da autoconsciência da Igreja em referencia à comunicação. “A Igreja muitas vezes enfrentou muitas vezes a questão da comunicação através das imagens e da liturgia e o Inter Mirifica enfrenta esta questão em um contexto no qual se verifica o desenvolvimento dos meios de comunicação de massa”.

Viganò disse ainda que os comunicadores da Igreja devem e são chamados a comunicar que o Senhor da história é Deus e que o tema profissional deve servir para comunicá-lo de uma maneira justa e apaixonada. “Ainda que tivesse todos os conhecimentos do mundo e da história e toda ciência, se não tenho a caridade, não sou nada”.

Na segunda palestra, Monsenhor Viagnò abordou o tema “Bíblia e Cinema” falando sobre o uso da Sagrada Escritura nas produções cinematográfica. Segundo ele o cinema faz parte de um dos elementos culturais da sociedade e pode ser muito bem utilizado em termos pastorais e em termos de evangelização. “Os filmes que nascem das páginas do Evangelho, da Bíblia e como existem possibilidades de compreender quais são os elementos necessários para que um filme possa ser respeitoso do texto sacro, ou melhor ainda, possa revelar mais facilmente alguns aspectos escondidos no texto sacro”.

 

Padre José Maria La Porte

O decano da faculdade de Comunicação Institucional da Universidade Santa Croce e professor de Fundamento da Comunicação Institucional e Doutrina da Igreja sobre Comunicação, Padre José Maria La Porte refletiu sobre a comunicação como elemento humanizador em um contexto urbano, destacando elementos estratégicos para comunicar a fé. “Num contexto particularmente midiático teremos que aprender por um lado a ser a audiência, a saber quais meios consultamos e com que meios nos informamos sobre a fé e a cultura atual. Por outro lado devemos e temos que ser pessoas com certo protagonismo de participação nos meios, sabendo propor mensagens por uma modulação comunicativa adequada em um contexto que a gente escute outras vozes”.

 

Influência Digital

Maylla Miranda, do Grupo CBYK e Google Brasil fez uma palestra que chamou a atenção dos participantes do encontro ao abordar o tema sobre segurança na internet e nas redes sociais. Ela explicou que a influência digital no dia a dia gera infinitas oportunidades, mas também é fonte de inúmeros desafios.

“Nós não nos damos conta dos impactos que a influência digital gera no nosso dia a dia e não percebemos que as nossas informações pessoais são vazadas a todo o momento trazendo um grande impacto em nossa vida”, explicou Maylla que apresentou dados reais e experiências de pessoas que se prejudicaram pessoal e profissionalmente por terem seus dados pessoais vazados em redes sociais e aplicativos. “Estamos sendo observados o tempo todo e nossas ações precisam falar com a nossa vida” ressaltou.

 

Visitas

A organização do III Seminário de Comunicação da Arquidiocese do Rio de Janeiro programou duas visitas a lugares que acrescentaram uma experiência diferenciada ao grupo de 106 pessoas entre bispos, padres e leigos que trabalham com comunicação nas (Arqui)Dioceses de todo o país.

A primeira parada foi nos Estúdios Globo localizado em Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro. Enquanto eram recebidos pela diretora de Relações Públicas da emissora, Duda Mendonça chegava a notícia do então desaparecimento do ator Domingos Montagner nas águas do rio São Francisco. Ao visitar um dos estúdios de gravação o grupo fez uma oração aos pés da réplica da imagem do Cristo Redentor.

Em seguida conheceram outros setores do empreendimento e alguns tiveram a oportunidade de acompanhar o ensaio para a gravação de uma cena que irá ao ar em breve.

A segunda parada foi no Centro Internacional de Imprensa dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, localizado na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Segundo o Coronel Henrique Lima Castro, comandante da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e responsável pelo IBC, os números registrados durante as competições são surpreendentes. “A área de mídia composta pelo International Broadcasting Center (IBC) e o Main Press Center (MPC) tem 147 mil metros quadrados sendo que 72 mil correspondem aos estúdios do IBC. O sinal gerado pela Olympic Broadcasting Service (OBS) foi disponibilizado para 500 emissoras em 205 países. Para isso tivemos um fluxo diário de 18 mil pessoas trabalhando para que isso acontecesse. Todo esse equipamento precisa ser refrigerado e para isso foram instalados 84 aparelhos de ar condicionado dentro do IBC o que seria suficiente para suprir uma cidade com 100 mil habitantes ou quatro mil apartamentos de dois cômodos. Só em cabos de transmissão foram utilizados mil quilômetros dentro do prédio do IBC”.

 

Balanço geral

O organizador geral do III Seminário de Comunicação da Arquidiocese do Rio de Janeiro, padre Arnaldo Rodrigues fez um balanço positivo do encontro. “O seminário é pensado para todos aqueles que trabalham com comunicação institucional Igreja Católica, ou seja, um assessor de uma diocese, de um movimento, de uma congregação, um membro responsável por uma Pastoral da Comunicação, sobretudo a todos aqueles que estão interessados em ajudar a Igreja a se comunicar melhor e acredito que está teve uma nota bem positiva”.

O Arcebispo Metropolitano do Rio, Cardeal Orani João Tempesta também avaliou positivamente o encontro. “O seminário começa a ter uma certa partilha e ao mesmo tempo uma certa constância, já se torna mais conhecido e também uma boa participação de bispos, de padres, de comunicadores antigos e novos, seja na questão de maior conhecimento como também de partilha e de convivência uns com os outros. Então eu creio que algo que veio para ficar e nós pedimos a Deus para que possamos continuar todos os anos a dar essa oportunidade para os comunicadores do Brasil e ajudar a Igreja a comunicar melhor”.

Texto e imagens: Luciano Batista

Colaborou: Assessoria de Comunicação da Arquidiocese do Rio de Janeiro

Foto da Capa: Gustavo de Oliveira - Arqurio

 

 

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!