Papa Francisco fala sobre o sacerdócio durante homília na Casa Santa Marta

Papa Francisco fala sobre o sacerdócio durante homília na Casa Santa Marta

Na manhã desta segunda-feira, o Papa Francisco presidiu a Santa Missa na capela da Casa Santa Marta e durante sua homília falou sobre o sacerdócio. Segundo o Pontífice “a Igreja não pode ser entendida simplesmente como uma organização humana, o que faz a diferença é a unção que dá a bispos e sacerdotes o poder do Espírito para servir o povo de Deus”. 

Comentando a primeira leitura do dia, que fala das tribos de Israel, que ungem Davi como seu rei, o Papa explicou o significado espiritual da unção. “Sem esta unção Davi teria sido apenas o chefe de uma empresa de uma sociedade política, que era o Reino de Israel, teria sido apenas um organizador político. Em vez disso, após a unção, o Espírito do Senhor desce sobre Davi e permanece com ele. E a Escritura diz: Davi estava cada vez mais crescendo em poder, e o Senhor Deus dos exércitos estava com ele”.  

Papa Francisco disse ainda que “os bispos não são eleitos apenas para levar avante uma organização, que se chama Igreja particular; são ungidos, eles têm a unção e o Espírito do Senhor está com eles. Mas todos os bispos, todos nós somos pecadores, todos! Mas somos ungidos. Mas todos nós queremos ser mais santos a cada dia, mais fiéis a esta unção. E o que faz a Igreja realmente, e o que dá unidade à Igreja, é a pessoa do bispo, em nome de Jesus Cristo, porque ele é ungido, não porque ele foi eleito pela maioria”.  

“A unção aproxima os bispos e os sacerdotes ao Senhor, e dá a eles a alegria e a força para levar para frente um povo, a viver ao serviço de um povo. Doa a alegria de sentirem-se escolhidos pelo Senhor, seguidos pelo Senhor, como aquele amor com que o Senhor olha para nós, para todos nós. Assim, quando pensamos nos bispos e sacerdotes, devemos pensá-los assim: ungidos” finalizou o Papa.