Pastoral da Educação realizou primeiro Encontro Diocesano de Professores

Não deixe de sonhar...

por Elizabeth Aída Petersen Batista

No sábado, 11/03/17, das 8h às 17h, aconteceu no Colégio 8 de Maio, de Itapecerica da Serra, o “1º Encontro Diocesano de Professores”, promovido pela equipe de Ensino Religioso da Pastoral da Educação da Diocese de Campo Limpo, que tem como coordenadora a Prof. Edna Miyazaki.

O tema central do encontro foi “Não deixe de sonhar”, levando cerca de 40 professores presentes à reflexão de que apesar do panorama desafiante da educação no Brasil, cabe a cada educador resgatar o “primeiro amor” que o levou à vocação de professor / educador, acreditando que com perseverança é possível cada um dar sua contribuição para a melhoria do ensino.

O encontro iniciou com a celebração da Santa Missa, presidida pelo Pe. Renato Gomes Alves, assessor diocesano da Pastoral Universitária, e concelebrada pelo Pe. Douglas Wallas Franco Pereira, assessor diocesano da Pastoral da Educação. Pe. Renato destacou, com base na liturgia do dia, o papel do educador ao transmitir valores e conceitos de nossa fé cristã, fazendo com que o educando progrida cada vez mais, tanto nos conteúdos acadêmicos, quanto na Lei do Senhor. Pe. Douglas, no momento pós-comunhão, reforçou o fato de que o educador é facilitador do conhecimento e que, convidado pelo tema central do encontro, deve sonhar não só com um futuro,  mas com um presente melhor na educação.

A pedagoga Cinthia Correia, da equipe do Ensino Religioso, além de animar os cantos da missa, com a ajuda do Lucas, também do Ensino Religioso, e do Mateus, da Pastoral Universitária, partilhou lições importantes que aprendeu nos seus 32 anos de professora e também formadora de educadores. Realizou dinâmicas de roda com sugestões muito enriquecedoras no processo educativo que promovem o entrosamento dos alunos entre si e alunos com o educador e vice-versa, ressaltando a importância de olhar para cada educando, estar atento à suas necessidades e individualidade.

  

A assessora do encontro, Prof. Dra. Cecília Canalle Fornazieri, graduada em Letras, pela Universidade Mackenzie; pedagogia e gestão escolar pela Faculdade Carlos Pasquale; com especialização em Língua Portuguesa pela UNICAMP; mestre em Filosofia da Educação pela USP e doutora em Metodologia da Linguagem pela USP; atualmente professora de gestão escolar e comunicação, docente de comunicação empresarial na FATEC-Sebrae e assessora da Editora Moderna Santilan, com experiência em docência há 34 anos, incentivou uma partilha inicial entre os participantes sobre acontecimentos que marcaram positivamente suas profissões. Momento rico que destacou o esforço do educador em fazer a diferença na vida dos educandos, destacando a importância de ir ao encontro da pessoa e compadecer-se da miséria do outro. Sugeriu-nos assistir o filme “Os Miseráveis”, um musical clássico que trata desse tema.

Um dos aspectos que chamou bastante a atenção partilhados de sua experiência como educadora, foi a questão da avaliação do desenvolvimento do aluno. Ela  sugeriu três passos: 1º) apontar uma coisa boa do trabalho desenvolvido pelo aluno – algo interessante; 2º) contudo explicar aquilo que não está bom e 3º) portanto... indicar um passo a dar – dessa maneira o aluno sentir-se-á incentivado no processo educativo. Ela partilhou sua experiência de que tão somente apontar o erro não vai ajudar o aluno a corrigi-lo, mas que cada aluno deve ser avaliado pelo seu próprio esforço, destacando que o que educa é a misericórdia, que neste aspecto é “injusta”- no sentido que justo é aquilo que calculamos de maneira matemática – o importante, no processo educativo, é ir ao encontro do outro, com delicadeza. O outro não é só uma pedra – como às vezes se sente tratado por não ser notado pelo professor na classe – ele tem muito mais que isso. A maneira como tratamos o aluno é que o ajuda a sentir e viver sua dignidade.

Com uma bela exposição de fotos de Sebastião Salgado ao som de música do argentino Astor Piazzola, pelo saxofone de Garry Mulligan, a Profa.  Cecília levou os participantes a refletirem sobre aquilo que é essencial: encantar-se com a vida e recuperar o extraordinário que há nas coisas do cotidiano, levando isso tanto para a vida pessoal de cada um como no seu ambiente de trabalho. “A maneira de olhar muda tudo e faz com que cada um experimente a liberdade. Precisamos notar o milagre que acontece a cada dia à nossa volta nas situações do cotidiano”.

Para ser professor, a assessora explicou que é preciso: 1º) ter misericórdia – ir ao encontro do outro,  2º) ter vida de oração, pois muitas vezes o educador vai se deparar com situações que não sabe como resolver e precisará de ajuda, encontrando-a na oração e na intimidade com Deus, que lhe darão o suporte necessário e inspiração nos momentos necessários.

Falando sobre a exortação apostólica do Papa Francisco “Amoris Laetitia” sobre a alegria do amor na família, a Profa. Cecília destacou os principais pontos do documento papal, levando os participantes a uma reflexão do amor – misericórdia que é necessário ter, dado os desafios da situação do mundo: - redução do afeto à sexualidade; - solidão e – a visão do vínculo como um mal. O processo de obsolescência do mundo – do descartável, que vivemos com a falsa necessidade constante de troca de celular, de carro etc. e a rapidez dos sistemas midiáticos levam à impaciência, que tem gerado relações humanas superficiais. É preciso combater isso, trocando a “cultura do provisório” pela “cultura da doação” – investir, praticar e difundir: - generosidade; - paciência; - não ao consumismo; - sim a ser bom; - apontar que o mal tem consequências - evitar ações ruins. Como ensinava São Tomás de Aquino a liberdade é dizer sim para o bem e não para o mal. O testemunho de cada cristão muda o mundo – somos as testemunhas de Cristo e para cada um que se aproxima de nós representamos o próprio Cristo. Sua exposição foi finalizada com a indicação do caminho que o Papa propõe na exortação: - sermos companhia e sermos uma ajuda para que o outro possa reconhecer e escolher o bem. Os alunos clamam pela nossa companhia e precisamos levá-los a um caminho para o amadurecimento do afeto.

Após o almoço, servido por volta das 14h, uma equipe de jovens da Paróquia Cristo Rei, apresentou uma dança falando de sua vida como aluno, seus sentimentos e um teatro baseado no livro “Quando a escola é de vidro”, para demonstrar o sistema da educação engessado, encerrando o encontro.

A coordenadora do Ensino Religioso, Edna Miyazaki, agradeceu imensamente aos participantes e a todos que tornaram possível esse encontro, com seu apoio e colaboração. Como Pe. Marcos Joaquim Patrício, Coordenador Geral da Pastoral, que além do apoio custeou materiais, Rosangela e Salvador, diretora e vice da escola E.E. Prof. Sebastião do Capão Redondo, que contribuíram com algumas doações, paroquianos da Paróquia São Judas Tadeu que contribuiu com a comida. Equipe de Acolhida: Kátia, Joelma e Gildo, da Pastoral da Educação; Equipe de música coordenada pela Cinthia; Equipe de manutenção e limpeza: coordenada pela Elisangela Paróquia Santa Luzia – Forania Mirim-Guaçu; Equipe da Cozinha coordenada pela Michele da Paróquia São Sebastião, Forania Campo Limpo, além das pessoas e equipes mencionadas no decorrer dessa matéria.

Ao final, os participantes receberam o certificado de participação e foi feita uma homenagem à toda a equipe de trabalho, voluntários que abraçaram esse importante trabalho de incentivo e motivação à educação, através do Ensino Religioso.

O próximo Encontro de Professores da Diocese de Campo Limpo será 27/08/17, das 8h às 14h, em local a ser definido. Antes disso, acontecerá o Congresso Católico de Educação, previsto para o dia 06/05/17, das 9h às 17h, nas dependências do Uni-Ítalo - Centro Universitário Ítalo-Brasileiro, localizado na Av. João Dias, 2046 - Santo Amaro, para o qual nossa Diocese é convidada a participar.

Este Congresso é aberto à participação de todos os educadores das instituições de ensino de nível básico, médio e superior que desejam realizar sua missão educadora orientados pelos princípios e a inspiração cristã.

 

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!