Romeiros de Campo Limpo lotam o Santuário Nacional de Aparecida em sua tradicional Romaria Diocesana

Nem a chuva nem o frio de 12 graus fizeram com os 35 mil romeiros da Diocese de Campo Limpo não participassem das atividades programadas para a 24ª Romaria Diocesana ao Santuário Nacional de Aparecida.

A cada ano o número de participantes aumenta demonstrando a fé, o carinho, a devoção e o agradecimento a Nossa Senhora Aparecida. A grande maioria destes romeiros inicia a sua peregrinação na noite anterior, embarcando nos ônibus fretados em suas paróquias e encarando três horas de viagem – ainda na madrugada – até chegarem ao Santuário Nacional.

Quando o dia nasce – e neste ano amanheceu nublado e chuvoso – a grande maioria segue para a entrada da Basílica e formam a fila para passar diante da Imagem de Nossa Senhora Aparecida onde ali, mesmo que seja numa simples troca de olhares, deposita suas angústias, promessas e agradecimento. ”Faz cinco anos que participo da romaria e a cada ano venho agradecer a uma graça alcançada. É uma verdadeira benção” comentou Ana Maria de Souza Lima da Forania Campo Limpo.

Depois de visitar a Imagem de Nossa Senhora alguns romeiros vão tomar o café da manhã. Muitos compartilham bolos, pães, tortas e até o próprio café com leite que trouxeram de casa. “Fazemos assim porque é mais rápido, prático e econômico e assim temos mais tempo para aproveitar a romaria” disse a Dona Maria das Graças Silva que trouxe o marido, as duas filhas e três sobrinhas. 

Via Lucis 

A abertura oficial da Romaria Diocesana de Campo Limpo acontece com a procissão da Via Lucis (Caminho da Luz), organizada pela Pastoral Familiar. Diferente da Via Crucis na Via Lucis se percorre as 14 estações com Cristo triunfante desde a Ressurreição até Pentecostes, seguindo os relatos evangélicos. Este ano houve uma inversão no percurso tendo seu início na Capela do Batismo e finalizado na Capela da Ressurreição. Os romeiros percorreram a Esplanada João Paulo II sob as Colunatas parando em pontos pré-determinados para as leituras, comentários e meditação das estações da Via Lucis.

A procissão deste ano foi precedida pela oração do Santo Terço que preparou os fiéis para a caminhada que foi conduzida pelo Bispo Diocesano, Dom Luiz Antônio Guedes.

O casal Antônio Mendonça Gonçalves e Marilena dos Santos Gonçalves participam todos os anos da Via Lucis e contaram que, por não ser um rito comum nas paróquias, vale a pena vivenciar este momento. “Para nós é um momento especial porque temos a possibilidade de vivenciar este período tão importante entre a ressurreição de Jesus e Pentecostes”, explica Marilena. 

Santa Missa 

O ponto alto da Romaria Diocesana de Campo Limpo ao Santuário Nacional de Aparecida é a Santa Missa. Com início às 10h, muita gente procura chegar bem antes para garantir um lugar no Santuário que ficou completamente lotado de fiéis. “Hoje temos aqui no Santuário Nacional 35 mil romeiros da Diocese de Campo Limpo em sua romaria anual. É uma das maiores romarias diocesanas que temos aqui” disse o padre Agostinho Frasson (C.Ss.R), comentarista da Santa Missa.

Os padres da Diocese entraram na procissão com o padre Manoel Corrêa Viana Neto conduzindo o Evangeliário seguido pelos Vigários Episcopais e Dom Luiz Antônio Guedes.

Ao iniciar sua homília, Dom Luiz fez uma saudação especial a todos os romeiros, tanto da Diocese de Campo Limpo como de outras dioceses que foram ao Santuário Nacional neste terceiro domingo de agosto, Festa da Assunção da Virgem Maria. “Também saúdo de modo especial todas as pessoas que vivem a vida consagrada, religiosas e religiosos em nosso país e em todo o mundo e aquelas que aqui se encontram. Celebramos hoje a festa da Assunção, da glorificação da Santíssima Virgem Maria. A nossa Diocese em particular vem sempre aqui para concluir a Semana da Família que ela vivenciou na semana que passou em comunhão com toda a Igreja no Brasil”

Dom Luiz lembrou também o 17º Congresso Eucarístico Nacional que terminou ontem em Belém (PA). “Estamos aqui em torno do altar do Senhor e eles lá e em muitas outras paróquias do Brasil muitos irmãos e irmãs nossos estão reunidos para a mesma Eucaristia que nos une em um só corpo alimentando a vida que nós recebemos no Batismo a missão que nos foi conferida no sacramento da Crisma”.

Antes de encerrar a celebração, todos se viraram para a Imagem de Nossa Senhora Aparecida e, num momento de emoção, foi reafirmada a consagração da Diocese de Campo Limpo e de cada fiel presente ao Santuário Nacional à Padroeira do Brasil.

A próxima romaria será jubilar. A 25ª Romaria Diocesana ao Santuário Nacional promete ser especial porque coincidirá com as celebrações dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida nas águas do rio Paraíba do Sul.

O site da Diocese de Campo Limpo está migrando para o endereço
www.dcl.org.br

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!